Visão Geral

Sim, teremos uma semana de Antártica na USP!
A APECS-Brasil, junto ao Programa Antártico Brasileiro e a Universidade de São Paulo, promoverá uma série de eventos na semana dos dias 18 a 22 de maio.

 

- No dia 18 de maio haverá o lançamento do documentário "Antártica, continente dos extremos", uma iniciativa do Instituto Oceanográfico da USP em parceria com o Ministério do Meio Ambiente. O evento será gratuito e aberto ao público. 

- Nos dias 19 a 21 de maio será o nosso VI Simpósio APECS-Brasil. Mais informações sobre as inscrições você pode encontrar mais abaixo da página.
- No dia 22 acontecerá o III Workshop APECS-Brasil, um evento fechado e voltado para os membros do Conselho da APECS.

Confira abaixo os detalhes da inscrição, submissão de trabalhos e minicursos. A programação das  palestras e mesas redondas serão publicadas em breve.

 
 

A inscrição no Simpósio da APECS-Brasil dará o direito:
- A submissão de dois resumos (opcionais).
- A participação de um minicurso (opcional).
* Quem desejar enviar um terceiro resumo (ou mais) será cobrada uma taxa de R$ 25,00;
* Quem desejar participar de um segundo minicurso, será cobrada uma taxa de R$ 25,00.

*Estudantes e professores do ensino fundamental e médio das redes públicas de ensino não pagam inscrição

O pagamento para participação do VI Simpósio APECS-Brasil poderá ser feito via depósito ou transferência para a seguinte conta:

 

Banco do Brasil
Agência: 0428-6
Poupança: 56049-9
Variação: 51
Nome: Douglas da Silva Lindemann (Tesoureiro da APECS-Brasil)
CPF: 009.216.190-14

 

Após a realização do depósito/transferência, solicitamos que o comprovante de pagamento e o comprovante de matrícula em instituição de ensino (se for o caso) sejam enviados para simposioapecs@gmail.com, informando o nome do participante. OBS: Apenas será considerado os comprovantes de depósito ou transferência já realizados. Agendamentos não serão aceitos como comprovantes.

 

IMPORTANTE: Devido aos custos de logística e planejamento, informamos que uma vez depositado/transferido, a APECS-Brasil não fará o reembolso do pagamento da inscrição.

Programação

 

A programação encontra-se em construção. Clique aqui para baixar a versão preliminar.

Submissão de resumos

 

ORIENTAÇÕES GERAIS
A submissão de resumos será aceita até o dia 20 de março de 2020.

Os autores cujos resumos forem aceitos serão comunicados em até 20 dias após a data de submissão. Após o aceite, ao menos 01 (um) dos autores deve efetuar o pagamento de sua inscrição em até, no máximo, 07 dias, a partir do comunicado de aceite do resumo aprovado. As apresentações podem ser em formato oral, minivídeo ou pôster de acordo com a preferência do participante.

 

OBS: Seja qual for a modalidade escolhida o participante deverá produzir e submeter sua proposta de apresentação de trabalho no ato da inscrição, de acordo com o modelo aqui disponibilizado (clique aqui para acessá-lo).  

 

APRESENTAÇÃO ORAL
A apresentação oral deverá ser feita, impreterivelmente em 15 minutos (10 minutos para apresentação e 5 minutos para responder questões da plateia). O apresentador deverá preparar sua apresentação através de slides (PowerPoint) e comparecer com antecedência de 30 minutos ao mídia desk para salvar o arquivo no sistema. Os slides deverão ser na língua inglesa mas a apresentação oral em língua estrangeira é opcional.

APRESENTAÇÃO EM MINIVÍDEO
O vídeo deverá ter até 4 minutos de duração e poderá utilizar diversas ferramentas para sua composição, tais como:
- Montagem de fotos com ou sem gravação de voz
- Montagem de vídeos com ou sem gravação de voz
- Fundos musicais são permitidos
- O vídeo pode ser uma integração entre as opções acima ou quaisquer outras ferramentas de acordo com sua criatividade. É importante que seja claro, conciso e informativo.
- Os vídeos devem ser legendados em inglês, mas caso você fale durante a gravação, pode ser em português ou inglês.

 

Clique aqui para ver um minivídeo premiado com menção honrosa no IV Simpósio APECS-Brasil 

Os vídeos serão exibidos durante o evento e em uma sessão especial, onde os autores também responderão perguntas sobre seu trabalho.

 

APRESENTAÇÃO DE PÔSTER

O modelo de impressão de banners fica a critério do participante.

OBSERVAÇÕES
- Ao enviar o trabalho, os autores estarão automaticamente autorizando sua publicação no livro de resumos do Simpósio.
- A submissão de três ou mais resumos pode ser solicitada mediante contato através do email simposioapecs@gmail.com, e o pagamento de uma taxa extra de R$ 25,00 por resumo adicional.

Minicursos

 

Ao todo, serão 10 minicursos distribuídos ao longo dos 3 dias do Simpósio. A inscrição dá o direito de participar de apenas um minicurso. A participação em algum outros minicurso poderá ser solicitada através do e-mail simposioapecs@gmail.com, mediante pagamento de taxa extra de R$ 25,00.

 

HORÁRIOS E DURAÇÃO DOS MINICURSOS
- Minicursos 1 ao 4: 20 de maio (09:00 - 12:00) - 3 horas de duração
- Minicursos 5 ao 8: 21 de maio (09:00 - 12:00) - 3 horas de duração
- Minicurso 9: 20 e 21 de maio (09:00 - 12:00) - 6 horas de duração

OBS: Os minicursos possuem vagas limitadas. 

MINICURSO 1

O que os parasitos podem nos mostrar? Técnicas simples de coleta e análises de hemoparasitos e ectoparasitos de aves marinhas 

Instrutora: Ana Olívia de Almeida Reis (APECS-Brasil /UERJ)

Diversos tipos de parasitos podem ser encontrados em aves. No geral, parasitos são divididos em dois grupos: ectoparasitos e endoparasitos. Os ectoparasitos são organismos que vivem no exterior do corpo dos seus hospedeiros (como carrapatos, pulgas e piolhos), enquanto os endoparasitos vivem no interior do corpo do hospedeiro, como os hemoparasitos (parasitos que vivem no sangue) ou parasitos que vivem em tecidos ou órgãos (parasitos gastrointestinais, por exemplo). Em aves, parasitos podem afetar aspectos fisiológicos, comprometendo o sucesso reprodutivo e a sobrevivência de indivíduos quando estes possuem alta carga parasitária. Este minicurso abordará as técnicas para coleta de ectoparasitos e hemoparasitos (lâminas de esfregaço sanguíneo e sangue), assim como os métodos de análise e identificação desses dois grupos de parasitos que ocorrem em aves.

MINICURSO 2

Como ser um pesquisador antártico: o caminho das pedras

Instrutoras: Francyne Elias-Piera (APECS-Brasil/USP/Gelo na Bagagem) e Elaine Alves dos Santos (APECS-Brasil/UERJ)

A curiosidade e a perseverança associadas à vontade de estudar são características intrínsecas de um pesquisador. Existem, entretanto, etapas e obstáculos a serem percorridos para se tornar um pesquisador antártico. Neste minicurso, você irá aprender quais cursos universitários podem te fazer chegar mais perto da Antártica e quais estratégias você pode se apropriar para que você alcance esse objetivo. Cada etapa requer um esforço potencial, portanto é preciso habilidade em escrever projetos, preencher candidaturas, saber quais agências financiam a pesquisa Antártica, além de estar a par de oportunidades nacionais e internacionais para chegar à Antártica.

MINICURSO 3

O uso das redes sociais como ferramenta para divulgação da ciência

Instrutora: Roberta da Cruz Piuco (APECS-Brasil)

A comunicação dos resultados das pesquisas é uma tarefa imprescindível para o seu avanço. Cada vez mais o uso da tecnologia vem ganhando espaço e novas opções de divulgação estão surgindo. E esse cenário novo e tão próximo do que é social, humano e relevante, traz cada vez mais dúvidas de como utilizar as ferramentas digitais na divulgação científica. Nesse minicurso será abordado de forma prática, com o uso do celular, dicas e estratégias que possam ser utilizadas em seus projetos pessoais e/ou grupos de pesquisa para que possam ampliar o impacto de seus trabalhos.

MINICURSO 4

As mudanças climáticas existem? A importância da Antártica neste processo e como o ser humano pode interferir

Instrutor: Douglas Lindemann (APECS-Brasil/UERJ)

Os termos “mudanças climáticas” e “aquecimento global” são frequentemente noticiados nos meios de comunicação, apontados como processos catastróficos e irreversíveis. Neste minicurso iremos abordar as diferenças entre a “mudança climática” e o “aquecimento global”. Será demonstrado também que estes processos podem ser naturais e/ou causados de forma antrópica (causados pelo homem). Além disso, como a Antártica desempenha um papel fundamental no retardo ou aceleração destas alterações climáticas e como o ser humano pode sofrer consequências direta destas alterações.

MINICURSO 5

Polarcasters: produção de vídeos para mediação da aprendizagem das ciências antárticas

Instrutora: Silvia Dotta (APECS-Brasil/UFABC)

O minicurso trabalhará técnicas de produção de vídeos utilizando tablets e celulares. Tem por objetivo formar professores para a mediação da aprendizagem por meio de metodologias ativa, que considere a apropriação do processo científico como alternativa para a construção de conhecimentos científico.

MINICURSO 6

Cianobactérias: o que você sabe sobre esses micro-organismos e a sua importância para os ecossistemas terrestres da Antártica

Instrutora: Claudineia Lizieri (APECS-Brasil)

Devido às condições drásticas do clima, temperatura a ponto de congelamento, solos pobres, rasos e congelados, é limitada a presença de vegetação na Antártica, principalmente na área continental pois as condições dentro do continente são ainda mais adversas do que nas regiões peninsulares limitando o crescimento das plantas. No entanto, as cianobactérias estão lá contribuindo, predominantemente, para a manutenção dos ecossistemas interiores! E é sobre esses microrganismos que vamos falar. Neste minicurso serão abordados os seguintes tópicos: Caracterização geral de cianobactérias; Abordagem histórica; Aspectos gerais sobre taxonomia; Importância ecológica; O papel das cianobactérias para os ecossistemas terrestres da Antártica; Danos ambientais e Insights sobre pesquisas biotecnológicas envolvendo as cianobactérias.

MINICURSO 7

Pesquisa Científica no Ártico e na Antártica: por dentro das expedições polares

Instrutora: Juliana Silva Souza (APECS-Brasil/UFRJ)

O Ártico e a Antártica são conhecidos por possuírem ambientes extremos, remotos e de natureza singular. E apesar do isolamento, os cientistas polares coletam dados e realizam experimentos para entender diversos processos sobre os mais diferentes temas nestas regiões. Este minicurso abordará curiosidades que você possa ter sobre a pesquisa científica nas regiões polares: Como chegamos lá? Como é o trabalho de campo? Como é a rotina no frio? E a vida longe da civilização, família e amigos? O que fazemos no tempo livre? Além dos principais aspectos e características que distinguem as duas regiões. Será uma leve viagem a um acampamento científico na Ilha Rei George, Antártica e a Estação Ártica Polonesa em Spitsbergen, Ártico. Tudo por meio de muitas fotos, vídeos e relatos de experiência.

MINICURSO 8

Interação entre a Convenção-Quadro das Nações Unidas sobre a Mudança do Clima (UNFCCC) e o Sistema dos Tratados Antárticos (STA)

Instrutor: Hugo Mariz de Moraes (APECS-Brasil/UFPE)

Em recente pesquisa, pesquisadores e tomadores de decisão envolvidos com as questões antárticas apontaram a necessidade do Sistema dos Tratados Antárticos (STA) interagir e possuir representação em outras instâncias internacionais relacionadas ao seu escopo de atuação. Dentre estas, identificou-se que a Convenção-Quadro das Nações Unidas sobre a Mudança do Clima (UNFCCC) representaria para o STA uma oportunidade de estar presente nas discussões sobre a importância da preservação do meio ambiente global e explicitar os impactos sofridos no meio ambiente antártico. Este minicurso abordará a questão geopolítica que envolve a antártica, o histórico da relação entre as Nações Unidas com as questões antárticas, e quais as consequências de uma possível interação entre a UNFCCC e o STA.

MINICURSO 9

Desvendando a Microbiologia Antártica

Instrutoras: Graciéle Cunha Alves de Menezes (APECS-Brasil/UFMG) e Amanda Gonçalves Bendia (APECS-Brasil/IO-USP)

Este minicurso abordará em um panorama geral a biogeografia, ecologia e a importância de fungos, bactérias e arqueias que estão presentes na Antártica, bem como sua fisiologia e mecanismos adaptativos que permitem sua sobrevivência em condições tão extremas. Ainda, serão abordadas técnicas de isolamento, identificação e aplicações

biotecnológicas desses micro-organismos e discutiremos como eles podem nos ajudar na busca de vida fora da Terra. Será realizada uma aula prática em laboratório para os alunos aprenderem a manipular e visualizar diferentes micro-organismos antárticos.

Concurso de fotografia

 

Com o tema Antártica 4D: pesquisas sob perspectivas dinâmicas, a APECS-Brasil promoverá o V Concurso de Fotografia Amadora durante o Simpósio. O concurso é aberto a toda a comunidade: pesquisadores, professores, estudantes, militares, turistas e outros, brasileiros ou estrangeiros residentes no país. Para participar, confira o edital de inscrição abaixo:

Edital do V Concurso de Fotografia Amadora

Llamada V Cuncurso (Castellano)

Termo de autorização de uso de imagem

concurso foto 1.png
concurso foto 2.png

Siga a APECS-Brasil

  • Instagram
  • Facebook page

© 2020 APECS-Brasil